Ceia de Natal: o que as grávidas devem evitar

As festas de fim de ano são marcadas pela ceia de Natal farta, e no ano novo ela também é cheia de gostosuras. Para quem está grávida, pode ser uma tentação resistir à mesa com peru, farofa, rabanada, pavê e vinho para acompanhar. Mas, muita calma nessa hora! Não é porque você está grávida que precisa comer por dois, mamãe!

As gestantes devem manter distância de alimentos crus e bebidas alcoólicas, que são terminantemente proibidos. Especialistas em nutrição afirmam que alimentos gordurosos e com muito sal também podem ser extremamente prejudiciais para a saúde da mãe e do bebê. Esse tipo de comida dificulta a circulação sanguínea, aumentando a pressão arterial.

Quais alimentos devo evitar na ceia de Natal?

Não precisa passar vontade! Para curtir a data com a família, basta fazer algumas substituições. Trocar os queijos e vinhos de aperitivo por castanhas e outras oleaginosas é uma ótima alternativa. Além de serem ricas em gorduras insaturadas – que fazem bem para o corpo – elas protegem o sistema cardiovascular, quando consumidas sem exageros, é claro.

Para evitar carnes que possuem grande concentração de gordura, dê preferência a cortes magros, e tenha certeza de que todas as carnes serão servidas em ponto bem passado. Dessa forma, você evita contaminação por bactérias. Retirar pele de carnes de aves e aquela gordurinha da carne vermelha também é uma dica de especialistas para a ceia de Natal das grávidas. Além dessas partes serem muito calóricas, essas gorduras são do tipo saturada, ou seja, que podem entupir artérias.

Louca por doces? E agora?!

O mesmo cuidado vai para a hora da sobremesa na ceia de Natal! O ideal é substituir doces açucarados por frutas da estação. Doces mais pesados como pavês, tortas e mousses possuem uma carga muito grande de açúcar.

Nessa fase, a gestante deve ter consciência de que é preciso ter moderação nas refeições, prezar pela qualidade dos alimentos e ficar de olho nos nutrientes que estão sendo ingeridos em cada refeição. Assim você garante sua própria saúde e se certifica de que o bebê está se desenvolvendo de forma saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *